Mergulhe no Paraquedismo

O paraquedismo é um esporte que envolve muita preparação e o uso de equipamentos de segurança adequados. O seu conceito básico envolve o salto entre 3.000 e 4.000 metros de altitude e geralmente é realizado utilizando-se um avião, mas outros tipos de transporte aéreo também podem ser empregados.

O salto poderá ser duplo, quando é realizado com um instrutor, sozinho, no caso de atletas instruídos em curso ou ainda em conjunto com outras pessoas, também para profissionais do esporte.  Depois do salto do avião há a queda livre, sendo que esta acontece até o momento específico no qual o paraquedista abre o paraquedas. A duração da queda livre é de aproximadamente 45 segundos, já o voo com o paraquedas aberto até o pouso em solo pode levar mais 5 ou 6 minutos.

Entenda como surgiu o paraquedismo

O esporte do paraquedismo surgiu acerca do século 17 e foi inventado a partir de saltos de balão. Depois, com a evolução dos equipamentos e avanços do transporte aéreo, o método foi utilizado pelos militares para acesso fácil à diversas áreas durante períodos de combate.

Apenas depois da metade do séc. XX é que o paraquedismo começou a ser visto como um esporte e fonte de lazer. O desenvolvimento da tecnologia também fez com que os equipamentos permitissem saltos acompanhados por profissionais.

Quais são os equipamentos necessários?

Há uma série de equipamentos que são necessários para que o paraquedismo seja realizado com segurança, especialmente porque é um esporte de aventura, e, como tal, proporciona alguns riscos aos praticantes.

Lembre-se sempre que os equipamentos só proporcionam a segurança necessária quando são utilizados por profissionais especializados e pessoas que possuem o conhecimento específico a respeito de seu funcionamento. Atente-se às instruções e jamais menospreze qualquer procedimento de segurança que seja indicado a você por seu instrutor!

Confira os equipamentos para praticar paraquedismo:

  1. O velame, que é a sua parte superior, e que tem a sua abertura em uma estrutura similar à de um cogumelo – produzido geralmente dos materiais nylon ou da seda, pode ser constituído no tamanho de até dez metros. O velame é construído especificamente para evitar que o ar se acumule no paraquedas, evitando assim as diversas oscilações que o vento irá provocar. São necessários dois velames, de acordo com a regulamentação nacional do paraquedismo, o principal e aquele que irá ser usado em caso de emergência;
  2. O altímetro, que irá especificar para o praticante a distância a qual ele se encontra do nível do mar, sendo essencial para que o mesmo saiba quando deve acionar o equipamento do paraquedas;
  3. O capacete, que é essencial para aqueles eventos onde os praticantes saltam em queda livre, protegendo-os dos outros praticantes que possam estar ao seu redor;
  4. Óculos são essenciais para que os olhos do praticante possam permanecer protegidos ao longo do voo, que pode alcançar velocidades de até 300 km por hora;
  5. O macacão, que será específico para o tipo de voo que o paraquedista for realizar, variando em seu tamanho para que possa oferecer mais ou menos resistência ao ar de acordo com o objetivo.

Saiba se você pode praticar paraquedismo

É contraindicado praticar o paraquedismo para aquelas pessoas que possuem problemas no coração. É recomendado realizar um exame de saúde para garantir que as condições são favoráveis para o saldo.

As pessoas que tem a intenção de se tornarem paraquedistas podem fazer o curso. Este possui uma carga horária teórica mínima, bem como os saltos práticos, em escolas e instituições que sejam qualificadas pela Confederação Brasileira de Paraquedismo. Você poderá obter todas as demais informações e conhecimentos necessários para que possa realizar a prática de forma segura nestes locais com toda a ajuda possível dos profissionais especializados na área.

Por | 2018-05-15T16:01:02-03:00 11 / março / 2018|Paraquedismo|