Rio de Janeiro

Foto: Rapha Raine

O Rio de Janeiro poderia até dispensar apresentações! Esta capital do estado de mesmo nome é protagonista de inúmeras músicas. A “cidade maravilhosa” atrai não só turistas de todo Brasil, como também muitos estrangeiros. Veja porquê!

Atrações turísticas

Em primeiro lugar praias: Ipanema, Arpoador, Praia Vermelha, Prainha, Praia do Grumari e, claro, Copacabana. Isto para citar algumas, sendo que o calçadão desta última ser tornou um ícone! Feito de pedras portuguesas o desenho representa as ondas do mar.

O Cristo Redentor é parte integrante da paisagem do Rio, uma das sete maravilhas do mundo moderno e também um Patrimônio da Humanidade da Unesco. A estátua possui 30 m de altura, além de 8 m de pedestal. Todo esse tamanho faz dessa escultura a terceira maior do mundo. Estátua de art déco, é feita de concreto armado e pedra-sabão. A inauguração foi em 1931.

O Pão de Açúcar abriga três morros: o Morro do Pão de Açúcar, o Morro da Urca e o Morro da Babilônia. É nesse complexo que se localiza o famoso teleférico conhecido como bondinho! Há dois trajetos possíveis, um tem saída da Praia Vermelha para subir até o Morro da Urca. O outro percurso é do Morro da Urca até o Morro do Pão de Açúcar.  A inauguração do Bondinho do Pão de Açúcar ocorreu em 1912. Foi o terceiro teleférico do mundo, o primeiro do Brasil.

Assim como a cidade de São Paulo, o Rio de Janeiro também tem um teatro municipal. Com arquitetura nos estilos eclética e art nouveau, a casa de espetáculos foi inaugurada em 1909. O Theatro Municipal do Rio de Janeiro possui três corpos artísticos: a orquestra sinfônica, o coro e o ballet. Há ainda uma escola de formação, a Escola Estadual de Dança Maria Olenewa. Além da programação de espetáculos, é possível realizar visita guiada no espaço.

E ainda tem mais…

Outro atrativo em comum com muitas cidades é o Jardim Botânico. O Jardim Botânico do Rio de Janeiro é também um instituto de pesquisas. Fundado em 1808, abrange dois museus, o Museu do Meio Ambiente e o Museu Casa dos Pilões, que é um sítio arqueológico. Dentro do contexto de visita temática do Jardim Botânico há quatro trilhas interpretativas e autoguiadas: trilha das artes, trilha histórica, trilha das árvores nobres e trilha evolutiva. Já as coleções são divididas em três categorias: biológicas, bibliográficas e museológicas.

Tratando de espaços de artes e ciências, temos o recente Museu do Amanhã. O prédio por si só já é uma obra! Inaugurado no final de 2015, o projeto foi de um arquiteto espanhol. Entre os outros museus da cidade estão: Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Museu de Arte do Rio, Museu Nacional de Belas Artes, Museu Histórico Nacional, Museu Imperial e Palácio do Catete, antiga sede da República brasileira. Mantido pela Marinha do Brasil, há um museu histórico cultural na Ilha Fiscal. A ilha localizada na Baía de Guanabara encanta com seu castelo/palácio de 1889.

Muitos bairros do Rio são famosos por suas praias, mas há outros dois bairros que merecem destaque por outros motivos: Lapa e Santa Teresa. A Lapa é o bairro boêmio que fica na região central. Além de bares e restaurantes, lá se localiza o Aqueduto da Carioca, conhecido também como Arcos da Lapa e ainda o Circo Voador, considerado um espaço cultural tradicional. No outro há duas principais atrações de mesmo nome do bairro: o Convento de Santa Teresa e o Bonde de Santa Teresa. Este sim é um bondinho! Entre os dois bairros há a Escadaria do Selarón. Feita com peças de azulejos por um artista chileno, é mais um local que rende ótimas fotos.

Esportes de aventura

Tem tanta coisa para ver no Rio que eu até poderia só citar os pontos turísticos, mas tenho certeza que você quer saber dos esportes de aventura! Dentro do Parque Nacional da Tijuca há a Pedra Bonita. Em sua rampa pode-se voar de asa delta. Na Pedra da Gávea de parapente. Nos Morros da Urca, Pão de Açúcar e São João: escalada. Trekking por diversas trilhas em parques da cidade. E para finalizar os exemplos, esportes aquáticos como o SUP, caiaque e canoagem.

Chegar no Rio daqui de São Paulo é fácil, tanto de carro quanto de ônibus. A ponte aérea tem voos com cerca de 45 minutos. Muitas viagens para lá acabam sendo curtas, por isso não dá tempo de fazer tudo numa única vez! Pra quem já foi, aposto que deu vontade de voltar, e para quem não nunca foi não perca tempo para se programar, conhecer tudo o que indiquei e descobrir as demais atrações turísticas e de aventura!!

Por | 2018-06-12T14:08:05-03:00 29 / Maio / 2018|Destinos|